27 de agosto de 2013

Desapegar-me

Cansei. Como que é mesmo que a gente fala? ”Um dia a gente cansa”. Cansei, ponto. Olha, eu não sou de desistir de nada e nem de ninguém no qual eu realmente preciso ou precisava. Mas você fez eu pensar diferente. Você mudou tudo. Você fez eu desistir de você. Eu nunca desisti de nada, mas hoje, talvez seja por você, eu desisto, eu desisti. Não que eu queira te esquecer assim depressa, mas eu preciso. Talvez esse desistimento seja por essa sua infantilidade ou essa friagem que há dias você vem me mostrando. Você não era assim. Você nunca agiu dessa forma, na qual me deixara assim, todo inseguro e preocupado em te perder. Mas realmente te perdi, e quando te perdi, eu me perdi. Nos primeiros dias nós éramos nós. Só nós. Ainda prometeu que seria tudo perfeito, tudo lindo. E no começou foi. Foi bom até. Passou alguns dias e mudou-se completamente isso que a gente chama de relacionamento ou pegada séria. Eu pensei que seria diferente, que seríamos um feliz com o outro. Que seríamos um par perfeito. Mas não fomos. Você não quis assim. Essa noite passada sonhei com você, foi lindo. Você sentada comigo, no campo, você sorrindo e apertando os olhos, sonhei contigo de tantos jeitos. Foi bom. Em sonhos as coisas são uma maravilha. Se eu controlasse os meus sonhos, sonharia com você todas as noites e fazia de tudo para que o sonho seja como esse: ao seu lado, sorrindo e feliz. Mesmo não tendo você do jeito que eu quero ter, eu queria só sonhar, assim, milhares de coisas com você. O mundo dos sonhos só é ruim quando a gente acorda. A realidade é dura, é foda. Olha, essa tua mudança me machucou todo. Você completamente se distanciou de mim e se perdeu no momento que eu não suspeitava e que eu mais precisava da tua companhia. Você sabe e sempre soube, que você seria a Garota. Cansei de te falar. Eu queria estar com você, do seu lado, sabendo o que passa pela sua vida, o que acontece com você. E mesmo que você não se importasse mais, eu continuaria te procurando e querendo saber de tudo. De repente me passa pela minha cabeça, que a minha presença ou a minha vontade de ter você ao lado te irrita. Então desculpa, não te irritarei mais. Chega. Vou por um ponto nisso. Ficar arrastando relacionamento moribundo é paia, é perca de tempo. Tantas pessoas interessantes querendo algo mais à sério, e eu aqui, perdendo tempo. Vê se pode? chega. Estou dando a volta por cima, vou ficar na minha, bem relax. Caso vier me procurar, quem sabe, n’outro dia, n’outro mundo ainda tenha aquele amor ou carinho que eu tinha e você não soube aproveitar e simplesmente sumiu ou se perdeu de mim deixando um vazio para que outras pessoas tomassem conta. Eu não vou te prometer nada. Eu não vou te esperar. Você partiu, você se foi e deixou um vazio. Agora aprendi, que tudo que é meu, vem com força. Se é mais ou menos não é para ser. Olha, estou por aí, para quem quiser. Agora estou numa fase de curtir e sacanear. Nada melhor em que tomar uma garrafa de Vodka ou um Whisky puro com duas pedras de gelo resolva, só para apagar essas lembranças que me faz pensar em você quando não quero pensar. Eu sou assim: Quando eu vejo que não está dando um pingo de moral ou não está me satisfazendo ou não estou sendo correspondido, eu simplesmente dou um passo para trás. É assim, nunca deixe uma pessoa tomar conta de você. Esse tomar conta é: Nunca se apaixone por ninguém, e que esse alguém tenha você nas mãos dele ou dela. Isso é terrível. A pessoa só vai te usar. É ruim paca. Mas é difícil evitar isso quando está gostando de verdade da pessoa. Mas se você ver que a pessoa, só quer você na hora que ela quer, e que está sendo completamente usada ou usado. Pô, dá um passo para trás. Um passo para trás é tudo. Ignore, não vai atrás. Não liga, chuta o balde, mete o foda-se. E veja como as coisas se tornam mais simples para você. Eu fiz isso. E agora está tudo mais doce. Tô te falando. Faça isso. Vamos nos desapegar. 


Fernando Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário