27 de agosto de 2013

Garota Mulher




Ela me liga num sábado às 02h05 am - e eu atendo ― Você de novo? Já te disse que irei buscar as minhas coisas, não precisa ficar ligando pra avisar. Ela calmamente responde ― Era para te lembrar isso, e te dizer mais algumas coisas. Bom, eu sei, você sabe, todos nós sabemos, existem pessoas que nos fazem sentir bem sem dizer uma palavra, que nos fazem sentir segura sem ao menos estar por perto, que nos fazem sorrir sem fazer nenhum mísero gesto. Existem pessoas que tomam conta de nossos sonhos e até noites mal dormidas, que nos fazem imaginar coisas um tanto quanto impossíveis. Existem pessoas que nos fazem olhar horas iguais e seu nome ecoa na cabeça. Existem pessoas que de uma certa forma mágica, permanecem em nosso coração apesar da distância. Também existem pessoas que nos fazem criar planos, desejos, expectativas e tudo que há de gostoso só para ficar ao lado um do outro, sorrindo, e de uma certa forma, quebram o nosso coração quando eles não se tornam realidade. E então existe você, que além de todas essas características antes abordadas, me completa perfeitamente com esse teu jeito de todo imperfeito, e que me faz sentir bem só de saber que está sorrindo. Mas você sabe, que me têm por completa. E eu, como menina teimosa e burra que sou, vivo correndo atrás de você. Essa sua mudança, essa sua recaída, esse teu silêncio me dói nos nervos. Cadê aquele amor, aquele carinho e atenção que tinha me prometido no início de tudo? cadê? você não falou que eu era a garota dos seus sonhos e que você só precisaria de mim? E aí? eu aqui, toda apaixonadinha por você, toda te querendo, e você ai; todo garoto metido, sabendo que me tem, não dá valor. Quando me disse que me queria, eu acreditei. E hoje estou aqui, toda fodida. Sem ser correspondida. Depois que e eu me entrego de corpo e alma à você, você some. Olha, nunca diga que quer uma pessoa só por querer. Diga que quer, apenas quando for verdade. Aprendi que por mais que você queira tanto um alguém na sua vida, esse alguém não vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer. Por tanto: Ame-se primeiro. Cuide-se primeiro. Valorize-se primeiro. Depois que você se amar, cuidar de si, tiver curado, com o seu coração leve e disponível; queira alguém. Entendeu? Aposto que você diz isso para todas essas vagabundas que ficam te rodeando. Aposto. Eu, toda bonita, cheirosa, me visto bem, toda gostosa, gosto de você, te dou uma moral, e tu não sabe aproveitar. Toma cuidado, que um dia a gente cansa e acaba desistindo de tudo. E quando você perceber que eu cansei de você, vai ser tarde. Acorda pô. Eu ainda não entendo por que eu sou assim, toda afim de você. Toda apaixonada, patética e burra por querer tanto você. E você, todo safado, todo errado, todo garanhão que me têm quando quer. Acho que fui feita pra gostar do que não presta. Você não presta e eu te desejo tanto. Acho que essa sua imperfeição que me faz querer tanto você. Eu te ligo, mando vir aqui me ver, tu não vem. Você me liga, manda eu ir te ver, eu vou. De vez em quando, quase nunca, me liga. Sempre no restinho do dia, como se eu fosse a última opção do dia. Se é que não sou. E me liga me convidando pra ir na sua casa, só pra fazer sexo. Pronto, agora deu. Virei a garota última opção pra quando o bonitão não tiver quem transar, ele me liga, e eu vou dar pra ele. Pronto. Incrível é que eu sempre caio nessa. Toda vez que eu ligo, você nunca vem. Quando a gente se encontra, para mim, tudo fica lindo. O tempo para ao seu lado e passa voando. Eu te ligo, te convido pra vir em casa e tu vem, e vem reclamando porque é longe. Que vive cansado e tudo mais. Aí você chega, tão lindo. E vai embora, tão feio. E me liga, tão bobo. E some, tão especial. E eu burra apaixonada, sinto tua falta. E eu morro, ainda que não ligue à mínima. E eu não tô nem aí, ainda que pense o tempo todo em não estar nem aí. E você, mais burro ainda, não dá valor à Garota Mulher que tem. Você sabe muito bem, que eu sou assim; venho acumulando suas falhas, seus erros e que chega um dia que eu me explodo em palavras. E tudo que eu falo pra você, que eu comento com você, parece que entra por um ouvido e sai pelo outro. E você como sempre, nunca diz nada. Sempre quieto, na sua. Isso me rasga toda por dentro. Esse seu silêncio me fere por inteira. - Ela é assim, diz coisas que mexem comigo, com o meu ser. E eu fico todo lisonjeado, sem reação, sem gestos, assim: sem palavras. Mas, eu tive que falar o que tinha que falar. Algumas coisas, quando enjoa, a gente tem que empurrar e dizer: Chega, não quero mais. Porque ficar arrastando relacionamento maribundo é perca de tempo. Eu, calmamente, sincero e verdadeiro retruquei ― Olha, eu te disse desde o começo que não queria chegar à me envolver do jeito que você está envolvida comigo. Estou numa fase da minha vida que não quero me prender à nada, à ninguém. Eu já tenho um passado, tenho tanta história. Eu não quero mais sofrer por amores não resolvidos e também não quero que isso aconteça com você. Eu quero curtir, sem prometer nada e nem desejar nada. Curtir cada momento que eu estiver com alguém, mas nada sério. Você como menina teimosa que é, pensou para si mesma em se aprofundar nessa história. E quando a gente demonstra sentimentos e afeto demais por uma pessoa, um dia, acaba dando tudo errado. Você sabe. O barato da vida é deixar rolar, deixar as coisas acontecerem aos pouquinhos. Você, apressada demais, pensava coisas demais, desejava coisas demais e isso acabou não acontecendo. Olha, você sabe que sou um garoto rodeado de mulheres, de muitas ex-pegadas e adorado por elas. Você toda certinha, toda linda, não merecia um garoto errado que sou. - ela, garota sensível que é ficou sem palavras. Ao suspirar no telefone, começou a chorar e depressa respondeu ― Eu sei que você não é o garoto certo agora, e talvez eu não seja a garota certa agora pra você. Mas por favor, vamos ficar errados juntos? Vamos tentar acertar, fazer alguma coisa pra dar certo. Vamos parar de fazer tanta coisa errada. Se aquieta. Me aquieta também. Não podemos ficar aqui parados esperando a confirmação de que íamos dar mau. - eu preocupado demais com o que iria dizer nas próximas palavras com medo de magoa-la, falei ― Não dá. Eu, você, a gente, sabe exatamente quando algo termina. E terminou antes de tudo começar. Eu não quero nada sério, e pelo jeito você já está completamente tomada por mim, e isso é triste, porque prá quem já conhece o fim disso tudo, é melhor por um ponto final, um basta. Porque se não, mais pra frente, a dor vai ser pior. Quanto pra mim e pra você. - nós dois já tínhamos percebidos que estávamos no fim de tudo. Ela chorando horrores com sentimento de revolta, de ódio, de decepção, de ter perdido tudo. E eu, com sentimento de culpado, de babaca de não dar o devido valor, mas de pensamento certo de não querer levar mais pra frente, algo que pode piorar. Ela me disse suas últimas palavras ― É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito. Eu, garota linda que sou, por dentro e por fora, sempre quis na minha vida saber como é ser um motivo na vida de alguém. Tudo bem, você vai partir assim, e eu não posso fazer nada; há não ser, aceitar sua decisão. Se você quer assim, então vá. Mas não te procuro mais, nem corro atrás. Vou deixar você livre, como sempre quis ser. Espero que sinta minha falta, porque algo de bom, com certeza eu fiz, e sei que deixei uma grande marca minha em você, e as melhores noites de sexo, foi com você; guarde isso. Olha, tu tem meu número, aliás, meu coração também, se sentir falta, ligue. Se quiser me ver, ligue. Estou por aí, se quiser que tudo volte como antes; me procura você. Ah, nossas histórias e juras de amor, foram tantas que chega a ser patético agora que tudo acabou. Mas como toda história, essa também teve um fim. E quero te lembrar de mais uma coisa: peça para ela cuidar bem de você, porque se eu pudesse, eu mesma faria isso por mim. Ou melhor, por nós. Boa noite.

Fernando Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário