26 de agosto de 2015

MEU AMOR NA FESTA DE FAMÍLIA.





Hoje te admiro de longe. E para matar essa saudade de ter te visto apenas uma única vez, eu fico aqui bisbilhotando todas suas fotos mais bonitas. Ainda lembro nítidamente desse teu olhar charmoso, que ao te ver andar sobre aquele salto alto, entrando por aquela porta, me encantou. Lembro claramente ao te ver sentada naquela mesa, jogando aquela franja de lado fingindo não me notar e disfarçando que não tava nem aí pra mim, me ganhou. Lembro também, ao te ver segurando aquele copo com aquelas unhas vermelhas de amor querendo me arranhar, me enlouqueceu. E eu ficava todo bobo e pensativo. Achando que nunca mais iria te ver na minha vida. E mal sabia que todos aqueles olhares que te dei e você desviou-os-seus, era por tímidez. Mal sabia que todas as vezes que desviava o teu olhar, era pra eu não ver, pois queria me olhar em segredo. Mal sabia que aquela jogada de franja, era um charme para eu te notar. Mal sabia que ao passar por aquela porta, de salto alto, olhar findado, você já tinha me notado bem primeiro que Eu, e quem tava a fim, era você. Em todos esses meus pensamentos mais doidos e minhas vontades absurdas, te espero encontrar de novo por aí, nem que seja num barzinho do teu bairro, ou aqui mesmo dentro de todos os meus sonhos.

Foi hilário te ver pela primeira vez e já pensar: Eu quero. Foi engraçado te ver uma única vez na vida, dar uma cutuvelada no amigo ao lado e dizer com cara de espanto: ''Porra, véi. Olha aquilo ali!!!'' Foi bonito demais te adorar em olhares. Nunca fui de acreditar em amor à primeira vista e você naquela festa em família esclareceu todas as minhas duvidas. Não quero que seja meu amor de primeira vista, e sim, de todas as vistas à seguir. Hoje em todo canto que desvio o meu olhar, eu te lembro e rapidamente vem sua imagem na cabeça. Não queria te ver indo embora daquela festa, sabendo que também estava a fim. Não queria te dar tchau sabendo que queria o mesmo. Mas foi ótimo me despedir daquele jeito: Oi-já-vai-fica-mais-um-pouco-dá-um-beijo-aqui-tá-bom-tchau-te-encontro-um-outro-dia-por-aí.

Fernando Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário