27 de julho de 2016

MANTENHA POR PERTO SÓ QUEM TE FAZ FELIZ.

Photo: Talitha Diniz e Elisa Farias


Mantenha por perto quem consegue - sem forçar - despertar o seu lado mais bonito, sincero e verdadeiro. Quem consegue - mesmo em um dia preto e branco - deixar o seu dia um pouco mais colorido. Quem consegue - mesmo que o seu dia esteja chuvoso - fazer um por-do-sol nascer numa tardezinha qualquer. Queira pertinho de você quem te beija com os olhos. Quem te abraça com o coração. Quem, na verdade, quer sempre o seu bem. 

Queira ao seu lado quem te faz ser sempre uma pessoa melhor. Quem te tira sorrisos com uma piada sem graça, quem te deixa emocionado com um simples gesto de carinho, quem te acalma com palavras e mensagens, quem te trás paz, leveza e benção. Quem te deseja o melhor do mundo com toda sinceridade, quem te ajuda na vida, quem te faz pensar positivo, quem te apoia em seus sonhos sem ter um pingo de inveja da pessoa que você é ou da pessoa que você estará se tornando. 

Mantenha ao seu lado quem gosta de você de graça. Quem está contigo pela pessoa que você é, e não por aquilo que você tem. Quem racha a conta do barzinho contigo. Quem te ajuda a comprar aquela vodka na balada. Quem te oferece carona quando precisar, ou vai contigo de ônibus, de trem ou de apé. Mantenha ao seu lado quem você sabe que precisa de você por perto e de quem você também sempre irá precisar. Quem você pode contar quando estiver na pior. Quem você pode dar um abraço naquele dia triste. Quem você pode se deitar no colo quando o coração cansar. Quem você tem confiança para contar um segredo sem se preocupar se isso será usado como uma arma para te atingir lá na frente. Na verdade, mantenha por perto quem você sabe que faria de tudo para te ver sorrir.

Queira ao lado quem consegue - apenas com boas palavras e sinceros abraços - tirar suas dores passadas. Quem te tira da cama, quem dá um UP no seu dia, quem te mostra a realidade, a felicidade, a paz, tudo ao mesmo tempo. Queira ao lado quem te convida para ir almoçar no restaurante da esquina e mesmo que você fale que não tenha dinheiro, a pessoa implore para você ir e que não vá te cobrar depois, porque pra ela, o que é mais importante ali, é a sua companhia. 

Queira por perto quem te faz rir até a barriga doer e quem fala que tá com saudade ao ficar alguns dias distante. Quem te deixa animado, feliz, alegre. Quem te trás cores, sabores, amores. Quem tira sua vida do eixo, descomplica, ajuda, cuida. Quem fala pra você parar de beber porque já passou dos limites, não quem te dá mais bebida só para te ver cair. Quem te dá conselhos positivos, falando para fazer apenas o certo e não o errado para não ficar mal falada na sua cidade pequena. 

É, amor; a vida é feita de escolhas. Por isso devemos selecionar quem melhor nos quer e manter por perto pessoas que queiram o nosso bem sem nos prejudicar. Mantenha por perto quem te acrescenta e te faça crescer em vida. Nosso dia é muito curto para perder tempo com quem só atrasa, prejudica, atrapalha. Não dá pra deixar o tempo passar e ficar ao lado de quem não faz a diferença, de quem só te diminui, te rebaixa, te esnoba. Acorda! Mantenha ao lado quem te acolhe de coração, quem te empurra pra viver a vida e quem te ama de graça. Porque não há nada mais incrível na vida do que estar rodeado só de pessoas verdadeiras querendo sempre o nosso bem.

Fernando Oliveira.


19 de julho de 2016

É FÁCIL GOSTAR DE VOCÊ.

Photo: Larissa Nunes e Luis Henrique


Sim, eu gosto de você. E prefiro manter esse meu ''gostar''. Mas gosto um tanto necessário, não muito. Gosto de ti na medida certa, sabe? Adoro quando você aparece de surpresa e me deixa sem graça me abraçando por trás e elogiando a minha barba, dizendo também que eu fico lindo com aquela polo branca que você me deu de presente nessa minha pele morena. Eu solto um sorriso junto com você, claro, e te abraço dizendo que seu cabelo tem cheiro de poesia, que é o cheiro mais gostoso que eu gosto de sentir, só que não posso me apaixonar, nem pelo cheiro e nem por você.

Gosto de cuidar de ti. Sim, cuidar de querer sempre o seu bem. Sabe aquele cuidado de fazer de tudo para ver quem a gente gosta feliz e satisfeita? Então. É esse cuidado que eu tenho; de dar carinho, presentes e mimos. De te levar para passear no parque, pegar um cinema e até andar de mão dadas no shopping da cidade. Sim, é isso; esse é o meu cuidar, de fazer essas coisas gostosas, mas só se for em sua companhia. Gosto da sua simplicidade; de tudo estar sempre bom, de não ter frescura, de sempre me dizer sim, mas só gosto, sabe? pois não posso me apaixonar.

Prefiro ser bem romântico também. Bem clichêzão mesmo. De te acordar dando beijinho e ir dormir fazendo amor. De te cantar uma das minhas poesias enquanto você descansa em meu colo me olhando nos olhos. De te fazer caretas e te beijar a testa mostrando que estou contigo para te proteger e te cuidar. De acordar pela manhã e preparar o seu café. De te ligar no fim da noite só pra dizer que sinto saudade e ouvir sua voz para amenizar a falta que você me faz. Eu gosto disso tudo, sabe? mas de me apaixonar não. Não mesmo.

Contigo eu prefiro ser ousado. Mas claro, no momento certo. Sempre procuro improvisar numa noite de amor para não deixar o tesão morrer e nem cair na rotina. Gosto de ser romântico, mas também de ser o mais abusado. Gosto de misturar tudo; puxão de cabelo com beijos no pescoço; arranhões nas costas e abraço por trás. De fazer amor com ousadia. Sei que você gosta quando te pego firme pela cintura te jogando na cama e indo junto. Também gosto quando você me olha com fome de me devorar e acabar comigo; eu até deixo, claro, aproveito cada momento, mas sou eu quem acabo contigo antes de você me devorar. Por isso que eu gosto de gostar de você assim. Além de nos dar bem na vida, nos damos bem na cama. Posso gostar até mais que isso, mas me apaixonar não, jamais. E nem quero que você se apaixona, pode gostar também, e na medida certa. Porque, na verdade, se apaixonar é começar o inferno tudo de novo, e gente apaixonada você sabe, amor, é chata pra caralho. Vamos nos gostar assim; bem de-va-ga-ri-nho, isso mesmo - pausadamente, e deixar o nosso ''gostar'' nos levar até aonde merecemos.

Ah, e pra você não esquecer; gostar de você é como andar descalço nas núvens, que até me faz flutuar. Gostar de você é como voar pelo céu mesmo sem ter asas, pois sei que jamais me deixarás cair. Gostar de você é fácil, o difícil é deixar de gostar. É, amor; queria um dia te contar todos os meus segredos, mas você acabou se tornando um deles; eu gosto demais desse meu jeito de gostar de você.


Fernando Oliveira.


12 de julho de 2016

AH!, SE AQUELE SOFÁ FALASSE... [+18]

Photo: Gabriela Pina


Aquele moreno tem a pegada certa; o beijo é molhado e macio, o olhar devorador e provocante. Ele é foda!, sabe me beijar na medida certa; sem pressa e com mordida. E quem tem beijo assim é fatal, irresistível, mortal. Me mata! As mãos dele eram mais bobas que as minhas, enquanto eu beijava-o segurando forte pela nuca, ele já estava abrindo o meu zíper e mordiscando todo o meu lábio e sugando como se não fosse mais soltar. Que moreno!, com ele não tinha segredo e nem frescura. Para encontrá-lo por aí, eu tinha que estar preparada para qualquer tipo de loucura. E eu sempre fui preparada, nunca consegui dizer não para as suas aventuras.

Foi aí que - naquele sábado à noite e naquele sofá - eu peguei ele. Afinal, ele que me pegou. De jeito. Mas antes de tudo, eu queria sentir aquele pau grosso e veiudo todo na minha boca. Não demorei e ataquei. Eu também não perco tempo, vou pra cima. (É por isso que a gente se dá tão bem na cama - no sofá, no carro, na garagem, no beco, ou em qualquer lugar. Somos viciados em nosso próprio sexo). Apertei aquele pau por cima da calça do jeito que ele gosta e já fui tirando o seu cinto e abrindo o zíper sacando aquela rola gostosa pra fora da cueca e colocando tudo na minha boca. Que delícia!!! - eu falava gemendo com o pau na mão. Ele adorava ver eu engolindo tudo. Todinho. Por completo. Não era na metade, era por inteiro. Até o talo. Depois eu tirava devagarinho e batia numa bochecha; na outra, e olhava pra ele passando a linguinha na cabeça do seu pau e xingando: - Filho da puta!!! Ele ficava louco e eu mais ainda. Chupava mais. Batia mais; na cara, na bochecha, no meu queixo, e ele abusava mais ainda batendo até na minha testa aquela cabeça roxa e gostosa, e era nessa hora que eu chupava aquelas bolas deliciosas. Aff, maria!!! Que moreno!

Cachorra!!! - ele me xingava enquanto eu sugava deliciosamente suas bolas. Não demorou muito e ele me pegou forte pela cintura, me virando de costas, abrindo meu zíper com fome de amor, abaixando minha calça até o meu calcanhar, me colocando de bruço naquele braço-do-sofá e dizendo: ''Hoje eu quero comer atrás. Sim, o seu cuzinho!!! E foda-se.''. Não tive tempo de dizer não e jamais eu ousaria recusar, apenas segurei aquela almofada forte e senti - devagarinho - ele enfiando aquele pau todo dentro de mim. Filho da puta!!! - gritei alto e sorrindo; mordendo o meu lábio inferior. (Porque eu adorava quando ele me comia por trás. Eu podia dizer não para qualquer um, mas para ele, era impossível, porque ele sim sabia me comer gostoso por trás). Ele era foda! Colocou tudo. Colocou gostoso. E eu já sentindo todo o seu pau dentro de mim, ele já louco de tesão, começava a foder devagarinho me xingando enquanto batia forte na minha bunda como se fosse meu dono e eu sua cachorra. E eu era. Sempre fui. E eu adorava, claro.

Esse moreno é foda! Enquanto deixava marcas na minha bunda, ele me puxava forte pelos cabelos. Puta-que-o-pariu!!! - eu falava para mim mesma. - Caralho!!! Que pau gostoso. Ele não perdia tempo, sabia me dominar por completa. Aproveitava todo o meu corpo. Batia na bunda. Apertava meus peitos. Socava dois dedos na minha boca. Puxava meu cabelo. Batia uma pra mim, fazendo aquele movimento de vai-e-vem com os dedos no meu grelo bem rapidinho. Ele parecia ter 10 mãos, aproveitava cada parte do meu corpo. Ele sabia me tocar. Eu ficava louca. Estava completamente dominada sem saber o que fazer; só sentir. Foi aí que, depois de ter me pegado pela cintura com força e ter dado várias bombadas fortes no meu cuzinho, eu gozei pra ele. Gozei mesmo, com vontade. Não resisti. Não deu para segurar. Gozei muito com aquele pau grosso e veiudo dentro do meu cuzinho. Eu gemia, gritava e apertava forte aquele sofá como se tivesse apertando ele. Cachorro! - eu falava. Agora goza! - eu gemia pedindo pra ele gozar pra mim. Ele batia na minha cara me chamando de gostosa. Batia na minha bunda me chamando de cachorra, e cada vez que ele dava um tapa, ele bombava mais forte. Cada tapa ele aumentava a velocidade. Era aí que eu sentia que ele já estava para gozar. Foi aí que ele não resistiu e gozou tudinho no meu cu. Sim, tudinho. Lá dentro. Quentinho. Melou tudo. Filho da puta!!! Ele sempre acaba comigo antes de eu acabar com ele. Mas nesse dia eu não dei mole. Eu como sempre querendo mais, fomos tomar um banho. Porque depois de ter me comido gostoso por trás, agora era a hora de eu foder - aquele moreno - pela frente. E fui!

Fernando Oliveira.

5 de julho de 2016

A HORA CERTA SEMPRE CHEGA.

Photo: Izabelle Mello


Calma, moça! Já já vai aparecer um outro cara que goste das mesmas músicas que você. Que também curte o frio mas que prefere o calor. Um cara que goste de sair da mesmice e não de deixar o amor cair na rotina. Que gosta de viajar por aí descobrindo o que a natureza e o mundo tem de mais bonito e não de ficar em casa, parado, calado e perdendo tempo.

Qualquer dia você vai encontrar outro cara por aí que não terá aquele ciúmes exagerado e doentio, mas sim, aquele ciúmes de quem tá gostando, cuidando e se preocupando igualzinho ao seu de sentir e ser uma mulher bem vivida e madura na vida. Um dia vai aparecer aquele cara que tenha paciência para resolver uma briga, que saiba te ouvir e te entender, não partindo pra agressão física ou verbal. Um cara bem experiente e paciente, que saiba usar a sabedoria que tem dentro de si.

Sério, te juro; Já já vai aparecer aquele carinha que gosta de frequentar os mesmos lugares que você; de ir no barzinho da esquina para tomar uma cerveja ou ir na lanchonete da praça para comer um x-salada. Que, quando tiver condições, vai querer viajar por aí e conhecer as melhores praias e lugares ao seu lado, e que, quando não tiver como ir, vai ficar em casa com sua companhia te amando dentro de um bom filme.

Calma, moça! Qualquer dia vai aparecer aquele cara que você vai se identificar perfeitamente na vida e na cama. Que vai aceitar seus defeitos e você os dele. Que vai te respeitar e te apoiar em seus sonhos. Que vai querer chegar da balada ou da festa em família e já te agarrar no sofá pra mais uma noite longa de amor. Sem tempo ruim. Sem desculpas. Que vai amar fazer sexo na mesma intensidade que você. Que vai preferir dormir de conchinha contigo ao invés de sair com os amigos. Que vai ficar para assistir um filme ao invés de ir pra balada. Que vai fazer de tudo na vida, mas que envolva você no meio.

Muita calma, moça! Não se desespere só porque perdeu um amor e não ache que seu ex seja o único que poderia ou poderá te fazer feliz na vida. Nada disso. Ninguém vai embora da vida do outro por bobagem e sim por um propósito; de que não deveria mais estar ali. Aceite. Viva. Vista o seu sorriso e vai encarar a vida. Um dia vai aparecer outra pessoa igualzinha você; simples, intensa e verdadeira; se encaixando perfeitamente contigo no mesmo nível de caráter e coração. Você sabe que tudo na vida tem o seu momento certo, então; não custa nada esperar.

Fernando Oliveira.